Pensamentos de Natal - Blog do Mosqueteiro Verde

Pensamentos de Natal

Quando eu era criança, me ensinaram que o diabo era um homem perigoso. O que ele realmente fazia não era muito claro, só nos diziam para ter medo de alguma coisa 'ruim'. Na minha adolescência comecei a achar que essa ideia toda de um homem mau — com o nome de Satã — era uma piada.

Uma maneira de me manipular. Porém, recentemente começo a reconsiderar que talvez esse conceito de 'demônio' não seja tão louco como eu achava que fosse. Talvez eu não fosse esperto o suficiente para entender o que meus mestres estavam me ensinando na minha mocidade. Ou talvez soubessem que o conceito existia mas não sabiam como explicá-lo bem para mim. Então, criaram

um homem mau e feio — não uma mulher — com o nome de "Satã".
Alguns meses passados, o conceito de "mal" se tornou muito mais claro para mim. Começou quando vi jovens usando o nome de Deus — eles o chamam de Alá — como motivo para decepar cabeças de pessoas que criam no mesmo Deus, mas com um nome diferente. De repente percebi o conceito de "mal". Me expliquei que o "mal" é na verdade um "estado de espírito". Se você deixar a sua mente se envenenar com pensamentos que resultem em atos que causam danos, então o "mal" domina a sua mente.

“Causar dano” é um conceito muito amplo. Pode ser cortar fora a cabeça de um próximo; pode ser destruir a Mãe Natureza por causa de ganância num grau tão grande que iremos todos sofrer as consequências, por exemplo, causando uma concentração excessiva de CO₂; ou pode ser prejudicar a si mesmo com excesso de álcool ou drogas. Em todos esses casos o "mal" está na nossa cabeça e nos leva a fazer coisas que "causam danos".

Há uma maneira de controlar esse "mal". E só você pode fazê-lo.

É porisso que o Natal é um período tão bonito. Ele oferece a oportunidade para meditar se também tem o "mal" na sua mente. Você é ganancioso? Está pensando apenas em si mesmo? Está destruindo a Mãe Terra, a casa em que vivemos? É honesto para com os outros? Use o Natal para analisar a sua situação e, se você descobrir que tem o "mal" dentro de sí, lance-o fora.

Como lançar fora esse "mal"? Bem, o oposto de "Demônio" é "Deus". "Deus" é a nossa ideia de "bem". Se você deixar "bondade" dominar sua mente, automaticamente o "mal" vai desaparecer. Fale com o Universo e o deixe entrar. Se o seu coração é um deserto, plante árvores nele. Torne-o verde e sadio. Acha estas palavras loucas? Lembre-se disto: todo mundo é espiritual. Você tem um espírito, seu companheiro, sua mulher, seu vizinho, nós todos o temos. E o caminho mais curto para seus corações é um sorriso. Dirija-se, com um sorriso, ao coração dos outros. E deixe o sorriso dos outros entrar também no seu coração. Ouça suas preocupações, seus argumentos, sua visão de vida. Você verá que se combinarmos nossos bons espíritos, então não haverá mais lugar para "demônios ".

Feliz Natal!

Pieter Hoff,
Mosqueteiros Verdes